#15 Engajamento com as ações de treinamento


Palestinian artist Raeda Saadeh Vacuum vídeo installation 2007 edited


“Fulano de Tal” (gritava a professora todo santo dia!)


E todo santo aluno respondia: “Presente”!


Quando algum coleguinha não estava na sala, ouvia-se um grande coro: “faltou fessora!!!!”.


Era assim que começavam nossas aulas na escola. Lembra-se disso? Em treinamento a gente não faz a chamada, mas tem sempre uma listinha de presença rodando pela sala ou aquele relatório de conclusão de curso. Os RHs mais moderninhos já utilizam QR Code pra registrar a presença ou links de formulários online.


Mas, independente do meio, a gente quer saber se quem deveria vir, veio e, se quem deveria fazer o treinamento online, fez. Porém, “há mais coisas entre o céu e a terra do que julga a nossa vã filosofia”, disse Hamlet.


A pesquisa mais recente sobre o panorama do treinamento no Brasil, realizada pela ABTD, Integração Escola de Negócios, Carvalho e Mello e Revista T&D, apontou que 14% é a taxa de absenteísmo nas ações de treinamento.


Vamos fazer uma conta simples: se a média de investimento anual em T&D em empresas com mais de 5000 colaboradores, segundo a mesma pesquisa, é de R$5.752.443 e 14% é a média de pessoas que não compareceram, então temos R$805.342 que foram diretamente jogados no lixo. Isso, falando apenas dos que não foram.


E os que foram, mas não estavam ali de fato? Provavelmente você já ouviu falar sobre presenteísmo.


Outra vez vemos o valor investido em capacitação indo diretamente para o lixo, seja traduzido em absenteísmo ou presenteísmo. Ambos demonstrando uma possível falha no engajamento com as ações de treinamento.


Sitzmann e Weinhardt (2018) apontaram que o engajamento em treinamento é um fenômeno influenciado por inúmeros fatores, de dentro e fora da organização, em níveis micro e macro, que influenciam-se uns aos outros e contribuem ou impedem a efetividade do treinamento.


Segundo esses autores, a efetividade do treinamento é detectada a partir de 3 aspectos: 1) quando ele gera uma experiência positiva para o colaborador, aumentando a motivação, seus conhecimentos e habilidades; 2) estimula a transferência do aprendizado para a prática e promove mudanças significativas da performance no trabalho e 3) traz retorno sobre o investimento realizado e aumento da performance organizacional. O círculo virtuoso mais desejado de um profissional de T&D e obviamente de qualquer CEO. Treinamento gerando resultados de fato.


Mas o que fazer para aumentar o engajamento dos colaboradores com as ações de treinamento?

Segundo esse estudo do Sitzmann e Weinhardt (2018), o engajamento em treinamento ocorre em 3 fases: a) estabelecimento de metas, b) priorização e c) persistência.


a) Estabelecimento de metas: aqui o primeiro ponto importante é criar iniciativas de treinamento estratégicas , o que tende a fazer com que os colaboradores percebam que o programa de capacitação é suportado pela empresa e tem relevância.


Já vivemos experiências com a criação de programas de fato muito estratégicos para a empresa, porém, em ações que deveriam envolver os colaboradores, começando pelos líderes, mas eles não davam as caras. Como demandar que os colaboradores participem se nem a própria liderança participa ou se envolve de alguma forma?


Um outro fator importante no estabelecimento de metas é a clareza no objetivo da participação do colaborador naquele treinamento. Por que ele está participando? Qual conhecimento, habilidade ou atitude ele precisa desenvolver? O que deverá aplicar após o treinamento?


Novamente, é papel do líder deixar isso muito claro. Treinamento não é momento relax ou ausentar-se do trabalho! Então esses são os 1o passos pra você aumentar o engajamento com as ações de treinamento na sua empresa.


b) Priorização das metas: todo colaborador tem várias metas dentro da empresa, inclusive as de treinamento. O engajamento dessa pessoa com a capacitação também está relacionado ao quanto essa pessoa considera essas metas de treinamento mais ou menos importantes que as outras.


Estamos falando aqui da cultura de treinamento da empresa. Aprendizado e desenvolvimento são temas de fato valorizados de fato pelas pessoas? Pela liderança? Já ouvimos relatos de pessoas que tem vergonha de fazer os treinamentos online dentro da empresa porque o chefe ou colegas vão pensar que essa pessoa não está trabalhando. Nessa cultura, treinamento, definitivamente, não é importante.


Se isso acontece aí onde você está é preciso chacoalhar sua empresa, afinal de contas, o diferencial competitivo de qualquer negócio está nas pessoas e, gente que não se desenvolve, não vai criar diferencial nenhum.


c) Persistência na busca do objetivo: nesse item os autores mostraram que a persistência para aprender tem relação com fatores intrínsecos (o quanto cada pessoa vai dedicar de esforço na criação de estratégias para seu aprendizado) e extrínsecos (recompensas ou punições).


Muitas empresas optam pelas punições, como por exemplo: “Se você não fizer o treinamento você terá uma redução da sua bonificação em x%” ou “seu nome vai entrar para uma lista maldita e você será condenado eternamente”.


Eu prefiro as recompensas: “se você participar dos treinamentos, poderá participar dos processos internos” ou “se concluir seus módulos poderá acumular pontos e trocar por premiações”, que podem ser também relacionadas a desenvolvimento: livros, cursos online externos, principais eventos do setor de atuação da empresa, dentre outras possibilidades.


Aqui a gente começa a falar em gamificação, que é uma forma muito interessante pra aumentar o engajamento dos participantes com os programas de treinamentos. Mas isso é tema exclusivo para outro artigo!


CANVAS 10EDUC: LUZ, CÂMERA, AÇÃO e GESTÃO!

crie treinamentos online top of mind


REFERÊNCIAS:

Sitzmann, T., & Weinhardt, J. (2018). Training Engagement Theory: A Multilevel Perspective on the Effectiveness of Work-Related Training. Journal of Management, 44(2), 732-756.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© Todos os Direitos Reservados| Política de Privacidade | Termos e Condições